Share

imprimir

Dia Nacional da Pessoa com Esclerose Múltipla



04 Dez 2015

O Hospital de Sant’Ana assinala a efeméride com a realização de duas sessões de sensibilização, dirigidas aos utentes, à comunidade e aos colaboradores da instituição.

A Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML), através do Hospital de Sant'Ana (HOSA) associa-se a celebração e relembra esta sexta-feira, 4 de dezembro, que a Esclerose Múltipla atinge mais de 5 mil portugueses. Uma doença crónica, inflamatória e degenerativa, que afeta o Sistema Nervoso Central.

O Dia Nacional da Esclerose Múltipla é celebrado anualmente a 4 de dezembro. Os objetivos são fazer uma chamada de atenção para os perigos da doença e sensibilizar para a importância do respeito e da inclusão das pessoas com esclerose múltipla, de modo a garantir e melhorar a sua qualidade de vida.

Uma equipa da Terapia Ocupacional do HOSA promove duas sessões de sensibilização e de ensino de princípios de proteção articular e técnicas de conservação de energia na realização das tarefas domésticas e nas atividades da vida diária, no Jardim de Inverno do HOSA, das 10h30 às 12h00 e das 14h00 às 15h30.

O que é a esclerose múltipla?
É uma doença crónica, inflamatória e degenerativa, que afeta o sistema nervoso central. Surge frequentemente entre os 20 e os 40 anos de idade e tem maior incidência nas mulheres do que nos homens. De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde, estima-se que em todo o mundo existam cerca de 2.500.000 pessoas com esclerose múltipla.

Quais são as causas?
Não se conhece a causa exata desta doença, mas admite-se que para ela, podem contribuir diversos fatores de natureza genética, imunológica, viral, bacteriana, ambiental, níveis reduzidos de vitamina D, alergias ou trauma físico.

Quais são os sintomas?
Os primeiros sintomas podem ser de natureza sensitiva, como perda de sensibilidade ou formigueiros que começam numa extremidade e se vão estendendo a todo o membro ao longo de 3 ou 4 dias. Esses sintomas podem durar 1 a 2 semanas e depois desaparecem de modo gradual.

Como se pode prevenir?
Considerando o número e a variedade de possíveis causas para a esclerose múltipla, é difícil prevenir a sua ocorrência. Contudo, deixar de fumar, aumentar os níveis de vitamina D e evitar o contacto com tóxicos ambientais poderão ser passos significativos para essa prevenção

Copyright © 2014 - Hospital de Sant’Ana | Desenvolvido por