Share

imprimir

Enfermeiras do HOSA fazem rastreios na FIL



19 Maio 2016

Pode ficar a saber se tem ou não osteoporose se for à Feira de Economia Social que decorre até dia 21, na FIL.

No expositor do Hospital de Sant’Ana (HOSA), montado na Feira de Economia Social, na Feira Internacional de Lisboa (FIL), uma equipa de enfermeiras realiza rastreios gratuitos a uma das doenças que mais afeta a população portuguesa: a osteoporose.

“Que tipo de exame é este?”

Joana Coroa, de 49 anos entra no stand do HOSA. Chamou-lhe a atenção os “rastreios serem gratuitos” e o facto de nunca ter realizado “nenhum exame deste tipo”.

No Pavilhão 1 da FIL as enfermeiras Antonieta e Filipa recebem cada visitante com a simpatia que lhes é natural e preparam o osteodensitómetro para começarem o exame. A visitante diz que não se vai admirar se “tiver uma perda significativa de massa óssea”.

Coloca o pé no equipamento e um papel fornece-lhe, rapidamente, a informação de que sofre de osteopénia, uma perda do osso, embora não seja nada de preocupante.

Contente com os resultados, mas avisada que deve dirigir-se a um médico para pedir suplementos, Joana afasta-se dizendo, divertida “estou ótima”.

Antonieta informa que o exame é, normalmente, feito a pessoas com uma “idade superior a trinta anos”, já que as mais novas, não costumam sofrer de problemas ósseos. No entanto, refere a importância de toda a gente, “fazer caminhadas ao ar livre e apanhar sol, porque o sol tem muita vitamina D”.

Ainda não aconteceu nos rastreios feitos na Feira de Economia Social mas, se por acaso, algum exame acusar osteoporose, as enfermeiras do Hospital de Sant’Ana encaminham o doente para uma consulta de reumatologia.

“É importante que a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa faça eventos como este, onde possamos aproveitar estes equipamentos”, considera Antonieta presente nesta Feira, que convida todos a vir e a conhecer o trabalho que a SCML realiza nas diversas áreas de intervenção

Copyright © 2014 - Hospital de Sant’Ana | Desenvolvido por