Share

imprimir

Cartão Vermelho para mergulhos mal calculados



01 Jun 2016

Federação Portuguesa de Futebol associa-se à campanha Mergulho Seguro. A edição de 2016 foi lançada, dia 31 maio, na Cidade do Futebol.

A 5ª edição da Campanha Mergulho Seguro foi apresentada hoje, 31 de maio, na Cidade do Futebol. A iniciativa conjunta da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) e da Sociedade Portuguesa de Ortopedia e Traumatologia (SPOT) teve, em ano de campeonato da Europa, o apoio da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

O Provedor da SCML sublinhou que "esta é uma das campanhas mais importantes que fazemos", agradecendo à federação pela associação de "toda a força do futebol e dos seus símbolos a esta causa tão nobre". Pedro Santana Lopes alertou para os perigos de lesões provocadas por um mergulho mal calculado, porque "num segundo a vida pode mudar de todo, para os próprios e para as suas famílias".

O objetivo da campanha é sensibilizar a população, em especial os mais jovens, na prevenção de lesões vertebro-medulares provocadas por acidentes relacionados com mergulhos. Pedro Santana Lopes lembrou que a SCML está a apostar na investigação, nomeadamente com a criação de um centro em Alcoitão onde está a ser feito um investimento de milhões, procurando trabalhar para encontrar uma cura para estas lesões. A cura, lembra, "é o que as pessoas mais anseiam", e o que move a instituição.

Fernando Gomes, presidente da FPF, sublinhou o "papel preponderante da Misericórdia de Lisboa no desenvolvimento do desporto nacional e do futebol português". Fernando Gomes agradeceu à SCML por lançar na Cidade do Futebol uma iniciativa "que vai fazer a diferença na vida das pessoas".

Na plateia e a apoiar a iniciativa estavam várias caras conhecidas do desporto nacional. Raphael Guerreiro, um dos 23 que estarão em França a representar a seleção A, Pedro Cary, jogador da seleção de Futsal, o selecionador dos sub-17, Hélio Sousa, e o melhor jogador do Europeu da mesma categoria, José Gomes, foram alguns dos atletas que se associaram ao evento.

O presidente da FPF recordou que as duas instituições "fazem da lealdade, solidariedade e respeito a trave mestra" da sua atuação conjunta, desde a criação do totobola. Fernando Gomes enalteceu ainda o papel do Centro de Medicina de Reabilitação de Alcoitão, deixando a garantia que este centro poderá sempre contar com a federação.

A poucos dias da seleção nacional de futebol partir para França, onde vai disputar o Europeu, o líder da equipa, Fernando Santos, não quis deixar de se associar a este momento. O selecionador lembrou um episódio da sua infância onde uma brincadeira na piscina do Areeiro podia ter tido consequências graves.

Fernando Santos defendeu a importância destas iniciativas de prevenção para que estes acidentes "não se repitam ou, pelo menos, diminuam". Para o selecionador é essencial sensibilizar os jovens mas tão ou mais importante é "alertar os pais" para que tenham mais atenção a estas situações.

Jorge Mineiro, da SPOT, foi o grande impulsionador da campanha, em 2012. Em jeito de balanço das primeiras quatro edições, explicou que "tem valido a pena" por duas razões: "baixámos o número de acidentes e elevámos a idade média dos sinistrados", o que numa campanha direcionada sobretudo para os mais jovens é sinónimo de sucesso, conclui.

A encerrar a sessão, o secretário de estado da Saúde, Manuel Delgado, considera que esta campanha "insere-se naquilo que o ministério da Saúde considera de extrema importância", a promoção da saúde e prevenção da doença. Manuel Delgado sublinha que a prevenção dos comportamentos de risco "é a questão central porque nos jovens os comportamentos de risco podem ser trabalhados e, por isso, estas campanhas têm um grande potencial de sucesso".

Tempo ainda para uma troca de "galhardetes", com Pedro Santana Lopes a oferecer uma camisola da campanha ao selecionador e outra ao presidente da FPF, e Fernando Santos a oferecer ao provedor da SCML um cachecol com o seu nome, lembrando que "somos 11 milhões a apoiar a seleção, e o Dr. Pedro Santana Lopes é um deles".

Copyright © 2014 - Hospital de Sant’Ana | Desenvolvido por